Carmem Miranda diz que Santos é uma Rio de Janeiro em miniatura

Carmem Miranda não era brasileira de nascimento. Era portuguesa. Porém, sua imagem projetada no mundo inteiro foi de uma legítima mulher carioca, brasileira da gema. Adorada em todo o país, como em todo o globo, Carmem alcançou o status de estrela do cinema norte-americano e suas palavras ganhavam dimensões extraordinárias.

Carmem Miranda esteve em Santos por três vezes, uma delas em pleno período de Carnaval, a festa que tanto projetou para fora do país, com sua dança irreverente, alegre e colorida. Em terras santistas, nos idos de 1936, a cantora revelou o que sentia a respeito da cidade portuária paulista, ao vivo, na Rádio Atlântica, “A Voz do Mar”, patrocinadora de suas vindas para cá. “Eu acho que Santos se parece tanto com o Rio de Janeiro, que tenho a impressão que o santista é um carioca em miniatura”.

A estrela nacional se referia ao jeito extrovertido do santista, de espírito afável e carnavalesco. Afinal, Santos tinha o segundo Carnaval do país, em tamanho, irreverência e tradição.

O saudoso jornalista e historiador do Carnaval santista, Bandeira Júnior, certa vez abordou o fato em uma de suas colunas “Bossa Nova”, publicada em A Tribuna. Disse sobre a semelhança “das gentes da Guanabara e do Valongo, cujas cidades tropicais, marítimas e praianas, apresentam outros interessantes pontos de contato geográficos, etnográficos, sociológicos, desportivos e momísticos”.

“Nas duas populações predominam o elemento lusitano, nordestino e afro-brasileiro. Lá se fala em Cais do Porto, aqui em Companhia Docas. Cá e lá, favelas há. Para um morro alinhado como o de Santa Tereza, nós opomos o nosso Santa Terezinha (Suiça Brasileira). As praias do Leme, Copacabana, Leblon e Ipanema, nós contrapomos as praias do Embaré, Boqueirão, Gonzaga e José Menino. Para um “Mengo”, o mais popular do Brasil, nós temos um “Santos”, o mais popular do Mundo! Se o Maracanã apresenta Garrincha, na Vila Famosa apresenta Pelé”

“Assim, cariocas e santistas são uma coisa só, o que permite a um carioquíssimo Silvio Caldas virar santista, sem o menor constrangimento e a um santista da gema, Vicente Paiva (co-autor da marcha “Mamãe eu Quero”) tornar-se carioca, com a mesma facilidade”

Bandeira Júnior enumera outras razões para corroborar a frase da “Pequena Notável” que, em absoluto, não quis diminuir (ou minimizar) a importância do santista perante o carioca, mas, sim, mostrar a similaridade de alma das duas populações, marítimas, portuárias e carnavalescas como poucos no país da folia.

Carmem disse que sentia-se em casa na cidade Santista, uma mini Rio de Janeiro.

Carmem disse que sentia-se em casa na cidade Santista, uma mini Rio de Janeiro.

Atriz e cantora, Carmem Miranda fez fama internacional, participando de vários filmes em Holywood.

Atriz e cantora, Carmem Miranda fez fama internacional, participando de vários filmes em Holywood.

 

 

One Comment

on “Carmem Miranda diz que Santos é uma Rio de Janeiro em miniatura
One Comment on “Carmem Miranda diz que Santos é uma Rio de Janeiro em miniatura

Deixe uma resposta