Primeiro Aquário público do Brasil é santista

O Aquário Municipal de Santos é o mais antigo do Brasil, inaugurado em 2 de julho de 1945. Foi criado na gestão do prefeito Antonio Gomide Ribeiro dos Santos e logo se destacou pelo porte, tornando-se um dos maiores atrativos turísticos do Estado de São Paulo, responsável por trazer a Santos pessoas de todos os cantos do mundo.

A ideia de reunir uma coleção de animais marinhos em tanques de água salgada, para exposições permanentes, foi considerada arrojada na época, pois exigia a manutenção de um corpo técnico competente para o êxito do negócio. O projeto também previa a instalação de alguns poucos tanques de água doce, para exibição de peixes e répteis que habitam rios e lagos.

A construção do Aquário santista iniciou-se no ano de 1943 e se prolongou por mais tempo do que o esperado. O equipamento de turismo e conhecimento científico só ficou pronto em 8 de maio de 1944, quinze meses depois de iniciadas suas obras. A inauguração oficial, que contou com a presença do presidente da República Getúlio Vargas, também foi além do esperado, só ocorrendo em 1945. O primeiro médico-veterinário do Aquário Municipal foi Joaquim de Moraes.

Primeiro no Guiness

Com 1.000 m² de área e 50 tanques, o Aquário Municipal de Santos foi o primeiro e maior do gênero no Brasil, figurando como tal no Guiness Book de Records, em 1995.

Ampliações

O Aquário Municipal de Santos chegou a ser ampliado por duas vezes. A primeira foi em 1997, quando foram desmontados alguns tanques para a construção de um auditório e para dar mais espaço ao setor técnico. A segunda reforma foi ainda maior, iniciada em 16 de agosto de 2004, a um custo orçado em R$ 2,5 milhões. A principal atração, o lobo-marinho, chegou a ficar hospedado por bastante tempo no lontrário do Orquidário Municipal. Foi reaberto em 26 de janeiro de 2006, em festa que contou com a presença do Governador Geraldo Alckmin.

Painel Mundial

Em 2008, o renomado artista plástico americano Robert Wyland pintou um de seus “Whaling Wall” no Aquário santista, o 98º mundial e o primeiro na América do Sul. Espalhados por vários países, os painéis de Wyland buscam conscientizar sobre a importância da preservação oceânica. Santos, com esse painel, passou a ser referência latino-americana na luta pela preservação da natureza, de forma efetiva, principalmente, pelo compromisso de disseminar a idéia através de propostas concretas de combater as agressões ao meio ambiente.

Mascotes

Os pinguins e as tartarugas sempre encantaram os visitantes do Aquário. O primeiro pelo inusitado e o segundo pelo tamanho. Mas as grandes estrelas sempre foram os leões e lobos marinhos que, via de regra, se tornavam mascotes do espaço. Os primeiros leões marinhos (um casal) não tinham apelidos, mas fizeram a alegria da criançada já na inauguração do lugar, em 1945. Porém, o mais famoso foi Macaé, que viveu no Aquário por 22 anos (1973-1995). Seu sucessor, o Macaezinho, reinou soberano de 1995 a 2011. No seu lugar ficou Abaré.

 

Imagem do primeiro casal de leões marinhos do Aquário Municipal de Santos.

Imagem do primeiro casal de leões marinhos do Aquário Municipal de Santos.

O Aquário Municipal de Santos, inaugurado em 1945, é considerado o primeiro do Brasil

O Aquário Municipal de Santos, inaugurado em 1945, é considerado o primeiro do Brasil

 

Deixe uma resposta