Teatro de Variedades foi o mais famoso Cabaret santista

No final do século XIX, Santos já era uma cidade que vivia intensamente atividades culturais, com cassinos, cafés, salas de cinema e, principalmente, espaços dedicados ao teatro. Na coluna de hoje vamos falar de um local que misturava um pouco de cada coisa, como um autêntico Cabaré, com direito a show com belas mulheres e espetáculos de ópera. Tratava-se do Teatro de Variedades, inaugurado com pompa e circunstância no dia 3 de dezembro de 1890, pelas mãos dos membros do Grêmio Dramático Artur Azevedo. A primeira atração local foi a apresentação da peça “Mosquitos por Corda”, do português Eduardo Garrido.

O teatro, em pouco tempo, ganhou o coração dos santistas, que lotavam suas dependências nos finais de semana. Localizado na esquina da Avenida Visconde do Rio Branco com a Rua XV de Novembro (atualmente o espaço é ocupado por um estacionamento a céu aberto), o Teatro de Variedades atraia a fina flor da sociedade santista. De boca em boca diziam: Não se pode perder um espetáculo no Variedade, verdadeira filial do famoso Cabaré Molin Rouge, da capital paulista, localizado no Largo Paissandú.

Em 1895, o espaço, que era todo feito em madeira, se transformou num café-cantante, e virou uma espécie de ponto de encontro da juventude, principalmente esportistas. Aliás, foi no Teatro de Variedades que nasceu o primeiro clube de futebol da cidade,  o Clube Atlético Internacional, fundado em 2 de novembro de 1902. Apesar da agitação e sucesso, o Variedades fechou suas portas em 1903, por ver fracassada a tentativa de se transformar em cinema. Depois da derrocada, o imóvel passou a abrigar um ponto comercial, as Casas Esmeralda, até virar ruínas, a partir da década de 1970.

 

Nos cabarets, a maior parte dos shows incluía belas mulheres e músicas de operetas.

Nos cabarets, a maior parte dos shows incluía belas mulheres e músicas de operetas.

One Comment

on “Teatro de Variedades foi o mais famoso Cabaret santista
One Comment on “Teatro de Variedades foi o mais famoso Cabaret santista

Deixe uma resposta